Projeto Café Autoral Cerrado Mineiro

O Café Mais Caro do Mundo
dezembro 19, 2017
Lucca, o Maior Garimpo de Cafés do Brasil
dezembro 20, 2017

O Projeto Cafés Autorais foi desenvolvido pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado em parceria com o Sebrae e tem o intuito de fomentar o consumo do café com origem controlada e de alta qualidade. A idéia também é conectar cafeterias e baristas aos produtores da Região. Os baristas, no projeto, podem colher e preparar juntos lotes exclusivos, gerando com isso uma troca de experiências entre estes dois atores protagonistas da cadeia café.

O projeto piloto foi feito com a Fazenda Bom Jardim da Família Nunes e o Lucca Cafés Especiais. Georgia e Camila foram até a fazenda, e junto com Gabriel Nunes, colheram o café e conversaram em como seria o processo usado para preparar o nano lote.

A variedade escolhida foi um Gesha, que teve a primeira colheita este ano. O processo usado foi natural, com fermentação das cerejas em sacas. A fermentação foi feita em uma reserva florestal da fazenda com temperaturas mais amenas. A colheita rendeu um nano lote de 26 quilos e o Lucca está comercializando apenas 250 latas exclusivas e numeradas com 100 gramas da preciosidade.

O Gesha Autoral foi lançado no último dia 15, no Lucca Cafés Especiais com a presença de Gabriel Nunes que contou aos coffee lovers, como o lote foi preparado. O Gesha foi feito pelo processo Natural, tem aroma de frutas amarelas, sabor de mel, caramelo e nozes. Acidez cítrica e corpo sedoso.

O Projeto Cafés Autorais foi desenvolvido pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado em parceria com o Sebrae com a idéia de conectar cafeterias e baristas aos produtores da Região. O projeto piloto com o Lucca e Nunes Coffees.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *